História

2016

2016

Ano de regresso às competições profissionais com 6º lugar e estádio cheio.

2015

2014-2015

Subida de divisão e regresso aos campeonatos profissionais.
Quartos-de-final da Taça de Portugal, outra vez o Sporting, desta vez em Alvalade com 3.000 adeptos.

2012

2011-2012

 Nova subida de divisão, regressados à 2ª Divisão Nacional

2011

2011

Regresso aos Campeonatos Nacionais na 3ª Divisão.

2010

2005-2010

 Nem sempre o sucesso desportivo, queda aos distritais, acompanhou a paixão dos adeptos que se mantem.

2005

2005

Depois de passagem pelos campeonatos regionais e 3ª Divisão, clube volta à 2ªDivisão.

2000

2000-2001

Outra vez nos quartos-de-final da Taça de Portugal e outra vez com o Sporting.

1999

1999

Na 2ª Divisão, o Famalicão vai à quarta eliminatória da Taça de Portugal jogar ao Estádio das Antas. Foi eliminado apenas no prolongamento.

1994

1990-1994

Famalicão mantem-se na 1ª Divisão, e a paixão pelo Vila Nova é expressada em estádio cheio em todos os jogos.

1990

1990

Clube regressa à 1ª Divisão, num ato de justiça e com cidade em êxtase.

1989

1989

Depois de uma década, Famalicão volta a ser campeão nacional e sobe à 1ºLiga.

1982

1982-86

Na 2ª Divisão, com muitos jogadores que fizeram história no futebol português, o Famalicão é uma equipa de ‘meio da tabela’…

1981

1981

 Clube assinala Bodas de Ouro com nova sede e a aquisição de um autocarro para a equipa de futebol.
Equipa disputa o Campeonato Nacional da 2ª Divisão

1979

1979

Ano na 1ª Divisão mas equipa não consegue a manutenção.

Chega aos quartos-de-final da Taça de Portugal, eliminado pelo Sporting em Alvalade.

1977

1977-78

Campeão Nacional da 2ª Divisão e subida à 1ª Liga.

1976

1976

Direção do clube volta a apostar na equipa e sonha-se com a 1ªDivisão.

1972

1972

Termina campeonato no 6º lugar, numa época de muito entusiasmo.

1971

1971

Na 2ª Divisão, o Famalicão mantêm paixão clubística e enche estádios onde joga.

1963

1963-1968

Estas temporadas são feitas na 2ª Divisão, umas melhores que outras, com maior ou menor dificuldade, o FC Famalicão vai-se mantendo neste escalão.

1963

1962-63

Na temporada de 1962-63 regressa Jonas Szabo e o clube regressa à 2ª Divisão Nacional. A subida é efusivamente celebrada, como se dá conta na 1ªpágina de uma separata publicada no Jornal de Famalicão e numa revista única – O Famalicão, editada a 29 de junho de 1963. O jogo que selou o regresso do FC Famalicão à 2ª Divisão Nacional foi em Guimarães no campo da Amorosa, com vitória ante o FC Tirsense numa ‘finalissíma’ onde o golo de Carneiro fez rebentar a festa por toda a Vila.

1961

1961/62

Desde 1960 que o clube apresentava sinais de retoma, quer desportiva quer no que ao que é o apoio da massa adepta com os sócios a renovarem a filiação. O relatório de contas da época destaca «a situação financeira é das melhores».
A época desportiva é coroada com o título de vencedor do regional da Primeira Divisão. O Clube volta a estar nos Campeonatos Nacionais.

1953

1954-1961

Os anos seguintes foram difíceis, entre o Nacional da 3ª Divisão e os Campeonatos regionais. Sucedem-se os presidentes e direções. Apesar de tudo as dificuldades foram colmatadas com ações de apoio pela cidade.

Imagem ilustrativa de iniciativa realizada em dezembro de 1958 no cinema Olimpia.
1953

1953/54

Já no Campo dos Bargos nas temporadas de 52/53 e 53/54 o FC Famalicão disputa a 2ª Divisão nacional. Nesta última época, com o reajustamento dos quadros competitivos e depois de um campeonato onde os resultados não foram os condizentes com «um estádio dos de maior dimensão nacional» e o FC Famalicão acaba por descer à 3ª Divisão.

1952

Inauguração do então designado Campo dos Bargos

Momento marcante na História com a inauguração do então designado Campo dos Bargos, hoje Estádio Municipal de Famalicão, que passa a ser o palco dos jogos oficiais do FC Famalicão. Desde 21 de setembro de 1952.

1950

1950/51 – Campo de Freião interdito

Foi uma época difícil a que o FC Famalicão viveu, com o Campo de Freião interdito depois de um jogo com o Leixões. A equipa fez as partidas «em casa» a jogar em Gaia, Braga e Santo Tirso até ficarem concluídas obras no campo da Reguladora, uma solução de recurso para a interdição….

1948

Construção do Campo dos Bargos

Com o FC Famalicão na 2ª Divisão é iniciada a construção do Campo dos Bargos. Na imagem o plantel do Futebol Clube de Famalicão desse ano ainda no Campo de Freião.

1947

1947/48 – Taça do Minho

De volta à 2ª Divisão Zona Norte o FC Famalicão vence nesta época a Taça do Minho. É também neste ano que se anuncia a numeração nas costas das camisola, com o FC Famalicão a ser o primeiro clube a Norte a usar a numeração de 1 a 11 nos equipamentos.

1946

1946/47 – Pela primeira vez na 1ª Divisão

Benfica, Belenenses, Sporting, Olhanense, Atlético, FC Porto, Vitória de Guimarães, Vitória de Setúbal, Elvas, Académica, Estoril, Sanjoanense, Boavista e FC Famalicão. Foram estas as equipas que ao longo da temporada disputaram o principal escalão do futebol português.
O FC Famalicão mudou-se para o Campo de Freião e os relatos dão conta de cerca de 5000 adeptos a assistir ao empate a 1 golo com o Vitória de Guimarães. Nesta primeira temporada ficam na memória a vitória sobre o FC Porto, o intenso jogo com o Sporting dos 5 Violinos e um registo de 7 vitórias, três empates e 16 derrotas…
Foi um ano atribulado que terminou com o penúltimo lugar com 17 pontos, menos três que o Vitória de Setúbal e a descida de divisão….

1946

1945/46 – Meias-finais da Taça de Portugal. Outro momento marcante.

O excelente percurso na 2ª Divisão teve igual caminho na Taça de Portugal, com o FC Famalicão a ser apelidada de “Tomba Gigantes” ao eliminar Elvas e Olhanense, duas equipas da1ª Divisão, antes de chegar às meias-finais com o Sporting CP, na ocasião dominador do futebol nacional, com os 5 violinos. E foi só frente a este Sporting que o FC Famalicão caiu… 11-0 foi uma derrota pesada mas um momento até hoje inigualável com a presença nas meias-finais da Taça.

1945

1945/46 – Uma memorável temporada!

O FC Famalicão termina o Campeonato Nacional da 2ª Divisão em primeiro com 88 golos marcados e 5 sofridos, num registo de 10 vitórias em 10 jogos! Brilhante! Havia ainda um outro caminho a percorrer até à chegada à 1ª Divisão. A disputa de um lugar na Poule Final foi conquistada derrotando o Leixões por 6-1 e depois o Salgueiros por por 2-0. Na Poule de Acesso à 1ª Divisão pela frente o Estoril, Portimonense e União de Coimbra. O FC Famalicão ficou no segundo lugar. Disputaria a subia com o penúltimo classificado da 1ª Divisão, o Boavista. O jogo foi na Póvoa e o resultado de 3-2! E um lugar na História. O Futebol Clube de Famalicão chega à 1ªDivisão! Foi a 30 de Junho de 1946.

1943

Um FC Famalicão a caminho de fazer História.

Jonas Szabo capitaneava uma equipa que se afirmava nos escalões onde competia. O Futebol Clube de Famalicão caminhava para chegar à 1ª Divisão….

1941

Jonas Szabo

Húngaro, professor de ginástica, é uma das figuras marcantes na história do nosso Clube. Chega ao FC Famalicão em 1941 como treinador-jogador e marca o início da ascensão no futebol nacional.

Jonas Szabo
1940

Campeonato Nacional

O FC Famalicão chega pela primeira vez ao Campeonato Nacional, inserido na Série Minho. Desta época escasseiam os registos fotográficos. Arlindo Mesquita inicia nesta ocasião mandato de dois anos na presidência do Clube.

1940-41
1939

Desde sempre os sócios são pilar fundamental do Futebol Clube de Famalicão.

Em 1939 a direção apelava em anúncio nos jornais da época à inscrição de sócios para sustentar o crescimento do Clube.

1938

As cores do clube

É aqui que nasce o azul e branco que até aos dias de hoje conhecemos como as cores do Vila Nova. Os registos de jornais da época dão conta dessa troca de cores de equipamento, com o abandonar definitivo do verde como cor predominante por troca com o azul. Diz-se que a troca se deu por influência de Armando Leitão.
Imagem de publicação de 15 de julho de 1939.

FC Famalicão muda Azul Branco
1935

O 1º título

Na temporada de 1935/36 o Futebol Clube de Famalicão conquistou o Campeonato Distrital da Promoção e garantiu a subida à 1ª Divisão da AF Braga.

1932

Inauguração do Campo da Berberia

O FC Famalicão e um misto do Futebol Clube do Porto defrontam-se na inauguração do Campo da Berberia. Neste ano o Futebol Clube de Famalicão começou a competir no Campeonato da Promoção da Associação de Futebol de Braga.

Equipa do FC Famalicão na inauguração do Campo da Berberia
1931

Nasce o Futebol Clube de Famalicão

José Alves Marinho, Floriano Portela, Hildebrando Portela, Luis Pinto, Joaquim Mesquita Jr. E Vergílio Pinto de Azevedo fundaram o Clube. Verde e Branco foram as cores do 1º equipamento.
Na fotografia o primeiro 11 do FC Famalicão.