Voltou a saber a pouco

Uma semana depois, o Futebol Clube de Famalicão reencontrou o Sport Lisboa e Benfica para fechar a meia-final da Taça de Portugal. Depois da vitória dos lisboetas na primeira mão, os famalicenses voltaram a ter pouca fortuna e viram o empate a uma bola ser insuficiente para garantir o passaporte para a tão desejada final do Jamor.

Decidido a reverter a eliminatória, o técnico João Pedro Sousa manteve a confiança no onze que tão boa conta do recado tinha dado no Estádio da Luz. A equipa voltou a demonstrar muita personalidade diante do campeão nacional e impôs o habitual modelo de jogo em que a posse e circulação de bola é uma imagem de marca. Ainda assim, seria o SL Benfica a adiantar-se no marcador, fruto de um golo de Pizzi.

A equipa da casa não esmoreceu e vincou a intenção de manter viva a discussão da eliminatória. Toni Martínez e Diogo Gonçalves foram os rostos principais da vontade famalicense, mas viram as intenções negadas por Odysseas.

O FC Famalicão voltou dinâmico dos balneários e tentou alvejar a baliza adversária por diversas ocasiões. A equipa forasteira sentia dificuldades para importunar Vaná e recuou no terreno, muito por força da constante iniciativa dos famalicenses em chegar ao último terço do terreno. Numa dessas jogadas dignas de registo e já vista esta temporada no Estádio Municipal, Uros Racic descobriu Diogo Gonçalves e o extremo cruzou para o desvio certeiro de Toni Martínez.

O golo empolgou ainda mais os adeptos e a equipa famalicense continuou em busca do golo que garantisse a passagem à final da competição. No entanto, os intentos não foram conseguidos, algo que, todavia, não mancha mais uma excelente prestação dos comandados de João Pedro Sousa.

FC Famalicão 1-1 SL Benfica
Estádio Municipal de Famalicão
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)

FC Famalicão – Vaná, Ivo Pinto (Walterson 68′), Riccieli, Patrick William, Coly, Gustavo Assunção, Uros Racic, Pedro Gonçalves (Nico Schiappacasse 76′), Diogo Gonçalves, Toni Martínez e Fábio Martins (Rúben Lameiras 85′)

SL Benfica – Odysseas, Tomás Tavares, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Florentino, Taarabt, Pizzi, Cervi (Samaris 86′), Rafa (Chiquinho 65′) e Vinícius (Seferovic 90+1′)

Golos: Pizzi (24′) e Toni Martínez (78′)

Cartões Amarelos: Racic (22′); Taarabt (28′); Pedro Gonçalves (45+5′); Cervi (60′); Tomás Tavares (64′); Fábio Martins (71′); Odysseas (85′); Vinícius (90+1′); Coly (90+5′)